Pular para o conteúdo principal

Postagens

Featured Post

A insustentável "leveza" da "positividade"

Já dizia o sábio filósofo e escritor marxista francês, Guy Debord, que vivemos em uma Sociedade do Espetáculo. Ele nada mudou em seu livro, apenas acrescentou. O circo só continua. Agora vivemos também na Sociedade do Desempenho e na Sociedade do Cansaço, bem expostas em dois livros do filósofo sul-coreano Byung-Chul Han, e bem ilustradas no filme Parasita, de Boong Joon Ho. Ainda faço aqui um artigo ou tratado sobre esta obra-prima do cinema sul-coreano e mundial. Estamos "vivendo" em uma pandemia e não vou nem entrar em questões políticas e desgostosas do Brasil agora, porque sobre isso temos muitas fontes confiáveis na Internet, e citarei algumas no final. 
Colocarei abaixo um trecho do livro Minha avó pede desculpas, de Fredrik Bacman, em que uma avó diz à neta que "todo ser humano adulto" é uma bosta. Mas ela também diz que dá pra você se enquadrar no grupo dos menos bosta.



Palavras como empatia são "usadas" como meros vocábulos, mas, na maioria das…

Últimas postagens

#momentotelecine: Rocketman - O exemplo ideal de como fazer uma cinebiografia com fantasia sem abrir mão da veracidade dos fatos

“Se vejo mulher no meu time já quito” e outros rages “inventados” pelas mulheres em jogos