Pular para o conteúdo principal

Dica de cinema: NOITÃO ESPECIAL: JOVENS TRANSVIADOS

NOITÃO ESPECIAL: JOVENS TRANSVIADOS
15/01 A 19/01

Filme de estreia de Jean-Luc Godard, "Acossado" volta à telona em versão restaurada e é a estrela do primeiro Noitão do ano - um brinde à rebeldia

Primeiro Noitão do ano celebra a rebeldia no Caixa Belas Artes, com pré-estreia do clássico “Acossado”, de Jean-Luc Godard

Tradicional madrugada cinematográfica será realizada no dia 19.01; Programação inclui sorteio de prêmios e café da manhã para os “sobreviventes” da maratona

Michel roubou um carro, matou um policial e fugiu para Paris. No último dia de aula em um colégio do Texas, Pink, David, Ron, Don, Michelle e Simone aprontam, organizam festas, brigam, transam e usam drogas como se não houvesse amanhã. O detetive Bullitt só pensa em vingança e está disposto a passar por cima de tudo pra colocar as mãos em um grupo de pistoleiros pelas ruas de Chicago.

Personagens emblemáticos de filmes que exaltam a rebeldia e se tornaram grandes marcos do cinema têm encontro marcado no próximo dia 19 de janeiro, no Caixa Belas Artes. O clássico “Acossado” (1960), longa de estreia de Jean-Luc Godard e um dos pilares da Nouvelle Vague, volta às telonas em 2018 em versão restaurada e é a estrela do primeiro Noitão do ano – Especial Jovens Transviados. A maratona de filmes ocupa duas salas do cinema com programações diferentes, à escolha do cinéfilo, e inclui no cardápio “Jovens Loucos e Rebeldes” (1993), de Richard Linklater; e “Bullitt” (1968), de Peter Yates; ao lado de outros dois “filmes-surpresa”.

“É muito bom abrir o primeiro Noitão de 2018 com o relançamento de um filme tão marcante; transgressor e pioneiro como ‘Acossado’. É a chance de conferir na tela grande uma obra que revolucionou a maneira de fazer cinema no final dos anos 50 e influenciou tantos outros diretores ao longo da história”, celebra Juliana Brito, gerente de programação do cinema Caixa Belas Artes. O evento será realizado em parceria com a distribuidora Zeta Filmes, que vem desenvolvendo um dedicado trabalho de resgate em torno dos grandes clássicos do cinema por meio do projeto “Clássica”.


“Acossado” estreia em circuito nacional no dia 1º de fevereiro.





Sobre o Noitão

Um dos programas mais queridos do público do Caixa Belas Artes, o Noitão movimenta as madrugadas na esquina da av. Paulista com a Consolação, em São Paulo, com sessões mensais. A tradicional maratona de filmes envolve três ou mais salas do cinema, com programações diferentes à escolha do cinéfilo. São três longas exibidos em sequência, com sorteios de prêmios, filmes-surpresa, música nos intervalos das sessões e café da manhã para os “sobreviventes” da maratona, que encerra na manhã de sábado.

Os ingressos já estão à venda na bilheteria do cinema e pelo site.

ATENÇÃO: ingresso para cadeirante somente na bilheteria.

SALA VILLA-LOBOS
19/01 A 20/01


e filme surpresa
SALA CANDIDO PORTINARI
19/01 A 20/01


e filme surpresa




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Midsommar - O mal não espera a noite tem um quê de dèjá vu com pontas de originalidade, mas peca por ser longo

Com influências de Corra!, da série Hannibal (principalmente perto do final do longa), com um quê de clima de Anticristo, sem deixar de lado A chave mestra, Colheita Maldita (filme inspirado na obra homônima de Stephen King), O homem de palha, e, como me disse a Ana, que é megafã de Supernatural, inclusive um episódio da série que sacrificava “estrangeiros”  em prol do “bem” da cidade de Burkitsville, no décimo-primeiro episódio da primeira temporada da série, tudo isso também é bem sentido em Midsommar – O mal não espera a noite. Com todas essas referências, senão inspirações, dá para imaginar o desconforto que o filme passa.


Com 147 minutos (171 na versão do diretor), ser longo é um problema no filme. As partes boas são realmente boas e chocantes, o culto e o que parece haver de muito sinistro por trás deles é bem estabelecido, mas os personagens, especialmente os secundários, não são muito aprofundados e, quando começam a “desaparecer”, a tendência é que o telespectador não ligue m…

La Boya, um filme de Fernando Spiner

Netflix anuncia nova série em mandarim, “A NOIVA FANTASMA”

“Certa noite, meu pai me perguntou se eu gostaria de me tornar uma noiva fantasma...” A nova série original da Netflix “A Noiva Fantasma”, dirigida pelos premiados diretores malaios Quek Shio-Chuan e Ho Yu-Hang, foi produzida na Malásia e conta com uma equipe internacional de roteiristas de Hollywood, Malásia e Taiwan, liderados pela escritora de TV americana-taiwaneesa Kai Yu Wu, conhecida por seu trabalho em sucessos como Hannibal e The Flash.

A produção é uma adaptação de um best-seller homônimo do New York Times, escrito pela malasiana Yangsze Choo e lançado no Brasil, em uma edição belíssima, pela Editora Darkside Books. A série adota uma abordagem de produção refrescante.


A trama se passa em uma colônia da década de 1890, onde a protagonista, Li Lan, uma jovem educada e culta, recebe uma proposta capaz de mudar sua vida para sempre: casar-se com o herdeiro de uma família rica e poderosa. Há apenas um detalhe: seu noivo está morto. A oferta parece irrecusável, já que ajudaria sua fa…