Pular para o conteúdo principal

3 projetos literários incríveis para apoiar no #Catarse


Faz um tempão que não falamos aqui sobre projetos do Catarse. Pois bem, então, sem mais delongas, vou começar com algumas indicações de projetos incríveis que super merecem ser apoiados. 


A Editora Wish está trazendo para a gente os livros antigos de Bambi (1923) e Pocahontas (1916) em um box eco-friendly e inédito com diversas opções de recompensas lindíssimas em um box de colecionador, mas, se você quiser apenas um dos dois livros, também tem essa opção. Para ajudar e ter suas recompensas, vá até a página do projeto aqui


A Juliana Fiorese, que faz umas ilustrações lindíssimas e altamente únicas, está com projeto novo no Catarse, que é a adaptação em quadrinhos do poema “Lenore”, de Edgar Allan Poe. Imperdível. Vejam as opções de recompensas e valores para colaboração aqui.

***




***

Já praticamente atingiu a meta (no momento em que escrevo, com 99% do que precisava de apoio), Os Bichinhos do ffda-se é um projeto (de Guilherme Infante, criador d'O Capirotinho) divertido para quem, como eu, tem um humor meio… estanho, digamos assim hehehe Entre as recompensas, tem até uma estátua do Capirotinho. Nos últimos dias da campanha, que você pode acessar nesse link aqui







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Midsommar - O mal não espera a noite tem um quê de dèjá vu com pontas de originalidade, mas peca por ser longo

Com influências de Corra!, da série Hannibal (principalmente perto do final do longa), com um quê de clima de Anticristo, sem deixar de lado A chave mestra, Colheita Maldita (filme inspirado na obra homônima de Stephen King), O homem de palha, e, como me disse a Ana, que é megafã de Supernatural, inclusive um episódio da série que sacrificava “estrangeiros”  em prol do “bem” da cidade de Burkitsville, no décimo-primeiro episódio da primeira temporada da série, tudo isso também é bem sentido em Midsommar – O mal não espera a noite. Com todas essas referências, senão inspirações, dá para imaginar o desconforto que o filme passa.


Com 147 minutos (171 na versão do diretor), ser longo é um problema no filme. As partes boas são realmente boas e chocantes, o culto e o que parece haver de muito sinistro por trás deles é bem estabelecido, mas os personagens, especialmente os secundários, não são muito aprofundados e, quando começam a “desaparecer”, a tendência é que o telespectador não ligue m…

La Boya, um filme de Fernando Spiner

Netflix anuncia nova série em mandarim, “A NOIVA FANTASMA”

“Certa noite, meu pai me perguntou se eu gostaria de me tornar uma noiva fantasma...” A nova série original da Netflix “A Noiva Fantasma”, dirigida pelos premiados diretores malaios Quek Shio-Chuan e Ho Yu-Hang, foi produzida na Malásia e conta com uma equipe internacional de roteiristas de Hollywood, Malásia e Taiwan, liderados pela escritora de TV americana-taiwaneesa Kai Yu Wu, conhecida por seu trabalho em sucessos como Hannibal e The Flash.

A produção é uma adaptação de um best-seller homônimo do New York Times, escrito pela malasiana Yangsze Choo e lançado no Brasil, em uma edição belíssima, pela Editora Darkside Books. A série adota uma abordagem de produção refrescante.


A trama se passa em uma colônia da década de 1890, onde a protagonista, Li Lan, uma jovem educada e culta, recebe uma proposta capaz de mudar sua vida para sempre: casar-se com o herdeiro de uma família rica e poderosa. Há apenas um detalhe: seu noivo está morto. A oferta parece irrecusável, já que ajudaria sua fa…