Pular para o conteúdo principal

O live-action “Turma Da Mônica – Laços” bate a marca de um milhão e meio de espectadores



Infalível! O live-action “Turma da Mônica – Laços” já foi visto por mais de um milhão e meio de espectadores, que se emocionaram ao acompanhar a aventura da turminha mais querida do Brasil, agora em carne e osso, em busca do cãozinho Floquinho. O marco aconteceu nesta quarta-feira, quando o longa completou 21 dias em cartaz. O filme ainda pode ser conferido em 471 salas em 440 cinemas em todo o país. 

O diretor do filme Daniel Rezende comemora “Muito feliz de saber que os brasileiros estão se divertindo e se emocionando com o maior ícone pop do país em sua versão live-action nos cinemas. Viva Turma da Mônica. Viva o cinema nacional”.

“A MSP está muito feliz com a receptividade e o carinho do público desde que o filme foi lançado. Atingir essa marca é muito significativo e demonstra o sucesso do Turma da Mônica-Laços, além de fortalecer o cinema brasileiro. Continuamos contando com as pessoas que ainda não assistiram ao filme”, celebra Mônica Sousa, diretora-executiva da Mauricio de Sousa Produções, coprodutora do longa.

Para tornar o momento ainda mais especial, na última sexta-feira (12), os espectadores que assistiram ao filme “Turma da Mônica – Laços” na rede Kinoplex ajudaram a mudar a realidade dos animais abandonados no Brasil. A cada ingresso comprado para o filme neste dia, R$ 1 foi destinado à AMPARA Animal, instituição que auxilia mais de 450 abrigos no país. A ação foi uma parceria exclusiva entre a rede Kinoplex, a distribuidora Paris Filmes e a Mauricio de Sousa Produções (MSP).



Antes disso, o filme foi homenageado com uma revista especial da Turma da Mônica (nº141) que já está nas bancas. Nesta edição os leitores acompanham o Louco pelo set de filmagem do longa-metragem “Turma da Mônica – Laços” e aprendem como se faz um filme. Outras ações promocionais foram realizadas por parceiros como BIC e Suzano, Ri Happy, Pernambucanas, Fom, Kalunga, Lifemix e Sam’s Club, Hotel Grande Mercure, entre outros.

"Turma da Mônica - Laços" é baseado na obra homônima lançada em 2013 pelos irmãos Vitor e Lu Cafaggi, que se tornou a graphic novel brasileira mais vendida do país. O filme é uma produção da Biônica Filmes e Quintal Digital, em coprodução com a Mauricio de Sousa Produções, Latina Estudio, Paris Entretenimento, Paramount Pictures e Globo Filmes. A distribuição é da Paris Filmes e Downtown Filmes.

Leia nossa crítica do filme aqui e veja trechos da coletiva de imprensa aqui

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Midsommar - O mal não espera a noite tem um quê de dèjá vu com pontas de originalidade, mas peca por ser longo

Com influências de Corra!, da série Hannibal (principalmente perto do final do longa), com um quê de clima de Anticristo, sem deixar de lado A chave mestra, Colheita Maldita (filme inspirado na obra homônima de Stephen King), O homem de palha, e, como me disse a Ana, que é megafã de Supernatural, inclusive um episódio da série que sacrificava “estrangeiros”  em prol do “bem” da cidade de Burkitsville, no décimo-primeiro episódio da primeira temporada da série, tudo isso também é bem sentido em Midsommar – O mal não espera a noite. Com todas essas referências, senão inspirações, dá para imaginar o desconforto que o filme passa.


Com 147 minutos (171 na versão do diretor), ser longo é um problema no filme. As partes boas são realmente boas e chocantes, o culto e o que parece haver de muito sinistro por trás deles é bem estabelecido, mas os personagens, especialmente os secundários, não são muito aprofundados e, quando começam a “desaparecer”, a tendência é que o telespectador não ligue m…

La Boya, um filme de Fernando Spiner

Projeto Gemini traz a nova tecnologia 3D+, apela ao público gamer e proporciona uma intensa imersão

Dirigido pelo Hollywoodiano vencedor do Oscar®, Ang Lee, e produzido pelos renomados produtores Jerry Bruckheimer, David Ellison, Dana Goldberg e Don Granger, o novo filme de Will Smith, “Projeto Gemini” traz a inovadora tecnologia 3D+, High Frame Rate, em que o filme é gravado em 124fps (os filmes normalmente são gravados em 24 fps), o que nos dá uma visão ultra dimensionada de detalhes e uma sensação de total imersão nas cenas do filme.

No longa de ação, Will Smith vive o papel de um misto de agente/assassino, “Henry Brogan” que, ao decidir se aposentar, é surpreendido sendo perseguido por um agente mais novo de seu próprio bureau. No elenco também estão Mary Elizabeth WinsteadClive Owen e Benedict Wong.


Com a temática científica da possibilidade da clonagem humana para fins bélicos, lembra outras abordagens tais como O Soldado Universal e O Exterminador do Futuro.

Em suas cenas de ação, claramente podemos sentir referências a Missão Impossível com algumas pegadas ao bom estilo John …