Pular para o conteúdo principal

Vários motivos para não perder a BGS 2019!


A Brasil Game Show (BGS) é a maior feira de games da América Latina realizada anualmente no Brasil. Todos os anos, os amantes de jogos digitais podem visitar a feira e saber mais sobre esse mundo incrível e em expansão, que vem conquistando cada vez mais fãs e se profissionalizando. Neste ano, a feira está especialmente imperdível! Confira só as atrações:




Campeonatos: O que temos confirmado por enquanto é o nosso querido campeonato de Counter Strike – Global Offensive (o famigerado CSGO). O campeonato acontecerá no estande da BGS Esports e será dividido entre masculino e feminino (não vi muito sentido nisso, mas eu não jogo CS, então se alguém quiser explicar fico grata!). CS é um FPS muito famoso, com um dos maiores torneios do mundo e nada mais justo que trazer um campeonato para a maior feira da América Latina! Treinem suas miras, pois vamos fotografar o vencedor e fazer uma entrevista para o blog no final!



Convidados: Os convidados da BGS sempre são autoridades no mundo dos games e esse ano alguns dos confirmados são Hidetaka Miyazaki (Sekiro), John Romero (Doom), Yoshiro Ono (Street Fighter) e Howard Warshaw (E.T.). Além disso, estão confirmados os queridinhos Charles Martinet (dublador inconfundível do símbolo da Nintendo, nosso querido Mario) e o produtor musical de Final Fantasy (que já virou um meme entre os brasileiros por seu nome único) e criador da Video Game Orchestra, Shota Nakama. 

Video Game Orchestra:

Além de suas presenças, uma dessas personalidades com certeza estará no Wall of fame da BGS! No ano passado, o homenageado foi Charles Martinet. Qual sua aposta para esse ano?


Evolução do videogame: esse espaço conta mais de quatro décadas de evolução dos videogames até os mais modernos! Foi um sucesso na feira de 2018 e voltará com tudo nessa edição. É uma oportunidade única para os amantes de jogos descobrirem mais sobre seus consoles favoritos e o que mudou! Além desse espaço para gamers, a BGS também traz a Arena Arcade, onde estarão reunidas várias máquinas arcade liberadas.



BGS Talks: A BGS Talks reúne painéis e apresentações de diversos nomes da indústria de jogos mundial. Alguns grandes nomes já estão confirmados para esse ano, como Michiteru Okabe (Devil May Cry 5), Cory Barlog (God of war) e o MIBR, time profissional de CS:GO para um bate-papo incrível! Confira os horários no site do evento para mais informações.

O evento conta com muitas outras atrações e o tão esperado Brasil Game Jam, em que programadores amadores e estudantes têm 48 horas para desenvolver o melhor jogo do evento! O evento é sempre emocionante e uma grande revelação de talento e profissionalismo. Qual será o vencedor desse ano?



O que está esperando para garantir seu ingresso? É hora de tirar o Cosplay do armário e aproveitar o evento de jogos mais esperado do Brasil!

Para mais informações, acesse o site oficial da BGS.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Midsommar - O mal não espera a noite tem um quê de dèjá vu com pontas de originalidade, mas peca por ser longo

Com influências de Corra!, da série Hannibal (principalmente perto do final do longa), com um quê de clima de Anticristo, sem deixar de lado A chave mestra, Colheita Maldita (filme inspirado na obra homônima de Stephen King), O homem de palha, e, como me disse a Ana, que é megafã de Supernatural, inclusive um episódio da série que sacrificava “estrangeiros”  em prol do “bem” da cidade de Burkitsville, no décimo-primeiro episódio da primeira temporada da série, tudo isso também é bem sentido em Midsommar – O mal não espera a noite. Com todas essas referências, senão inspirações, dá para imaginar o desconforto que o filme passa.


Com 147 minutos (171 na versão do diretor), ser longo é um problema no filme. As partes boas são realmente boas e chocantes, o culto e o que parece haver de muito sinistro por trás deles é bem estabelecido, mas os personagens, especialmente os secundários, não são muito aprofundados e, quando começam a “desaparecer”, a tendência é que o telespectador não ligue m…

La Boya, um filme de Fernando Spiner

Projeto Gemini traz a nova tecnologia 3D+, apela ao público gamer e proporciona uma intensa imersão

Dirigido pelo Hollywoodiano vencedor do Oscar®, Ang Lee, e produzido pelos renomados produtores Jerry Bruckheimer, David Ellison, Dana Goldberg e Don Granger, o novo filme de Will Smith, “Projeto Gemini” traz a inovadora tecnologia 3D+, High Frame Rate, em que o filme é gravado em 124fps (os filmes normalmente são gravados em 24 fps), o que nos dá uma visão ultra dimensionada de detalhes e uma sensação de total imersão nas cenas do filme.

No longa de ação, Will Smith vive o papel de um misto de agente/assassino, “Henry Brogan” que, ao decidir se aposentar, é surpreendido sendo perseguido por um agente mais novo de seu próprio bureau. No elenco também estão Mary Elizabeth WinsteadClive Owen e Benedict Wong.


Com a temática científica da possibilidade da clonagem humana para fins bélicos, lembra outras abordagens tais como O Soldado Universal e O Exterminador do Futuro.

Em suas cenas de ação, claramente podemos sentir referências a Missão Impossível com algumas pegadas ao bom estilo John …