Pular para o conteúdo principal

Clubversão Latino, spin-off da já consagrada Clubversão, estreia em 2 de setembro no Cinemax



A nova série produzida pela HBO, Clubversão Latino, que se trata de um spin-off da série Clubversão, em que dois cantores brasileiros de estilos distintos se juntam para criarem uma nova versão de uma música de sucesso em apenas 1 dia. A abordagem é a mesma, com o diferencial de colocar um cantor brasileiro e outro latino americano para trabalharem juntos durante o período de 1 dia, na tentativa de reinventar o estilo de uma canção consagrada.

Resultado de imagem para clubversão latino
No primeiro episódio, eles trazem o prestigiado rapper Emicida e a cantora, compositora e instrumentista mexicana Julieta Venegas para criar um novo ritmo para a canção “Saudosa Maloca” de Adoniran Barbosa, misturando um pouco o ritmo das composições de Julieta com o palavrear e o jeito de Emicida. O modo como o processo é realizado é bem direto, mostrando o que os cantores vão cantar, as ideias sugeridas para criar o ritmo, até começarem a gravar os trechos sem mostrar muito do resultado até o fim do episódio, quando é mostrado o clip finalizado por completo.

O formato documentado não apresenta nada de inédito para o jeito de contar o processo de desenvolvimento do projeto, mas revela um pouco sobre o que a música representa para os artistas, mostrando, a paixão que eles têm por sua profissão, e como a música para eles é mais do que "apenas" música. Algumas entrevistas frente a frente com os cantores deixam bem claro em palavras algumas partes do processo de construção que são colocadas logo depois do que foi mostrado, reforçando a informação apresentada.

Resultado de imagem para clubversão latino

A ideia de colocar cantores de 2 países diferentes de nosso continente é bem interessante devido ao fato de os idiomas (português e espanhol) embora diferentes, serem bem parecidos, e quando eles são misturados na canção, se encaixam de forma equilibrada e bonita, quando ouvimos duas línguas se entrosando uma com a outra, mostrando que a música é uma linguagem universal e que não precisa de um único estilo ou fala, mostrando também que, com o tom certo, e a dedicação dos artistas, uma única canção pode ser cantada com qualquer ritmo, seja ele um samba, um rap ou clássica, sempre tentando manter a essência e o significado da canção original, com o objetivo de fazer um tributo a essa obra.

A série Clubversão Latino estreia no dia 2 de setembro no canal Cinemax às 18h, e contará com 13 episódios, com os cantores Gilberto Gil e Zeca Pagodinho em seu segundo episódio.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Midsommar - O mal não espera a noite tem um quê de dèjá vu com pontas de originalidade, mas peca por ser longo

Com influências de Corra!, da série Hannibal (principalmente perto do final do longa), com um quê de clima de Anticristo, sem deixar de lado A chave mestra, Colheita Maldita (filme inspirado na obra homônima de Stephen King), O homem de palha, e, como me disse a Ana, que é megafã de Supernatural, inclusive um episódio da série que sacrificava “estrangeiros”  em prol do “bem” da cidade de Burkitsville, no décimo-primeiro episódio da primeira temporada da série, tudo isso também é bem sentido em Midsommar – O mal não espera a noite. Com todas essas referências, senão inspirações, dá para imaginar o desconforto que o filme passa.


Com 147 minutos (171 na versão do diretor), ser longo é um problema no filme. As partes boas são realmente boas e chocantes, o culto e o que parece haver de muito sinistro por trás deles é bem estabelecido, mas os personagens, especialmente os secundários, não são muito aprofundados e, quando começam a “desaparecer”, a tendência é que o telespectador não ligue m…

O Exterminador do Futuro - Destino Sombrio, uma bela repaginada em uma franquia querida

Neste ano vimos o retorno de várias franquias queridas (bem, ao menos queridas para os fãs delas, claro) muitos anos depois do último filme delas, como Rambo, Zumbilândia e Os 3 Infernais, mesmo depois daquele final épico. Então temos agora O Exterminador do Futuro - Destino Sombrio. Porém, enquanto  os outros são continuações diretas, mesmo que muitos anos depois, do último filme lançado, este novo longa  de O Exterminador do Futuro é uma sequência direta de O Exterminador do Futuro 2 - O julgamento final, e veio para provar um de vários fatos que fazem dessa franquia um sucesso: a presença de Linda Hamilton. 
Repaginando a história, o filme já começa com cenas digitalmente refeitas para conectar o segundo da franquia a este. E é simplesmente incrível nessa reconstrução, pois a gente fica se perguntando se eram cenas que não foram para o filme de 1991 afinal, mas com o avanço da tecnologia (ai, ai, ai, rs), não notamos isso até que alguém nos conte a real. 

E temos um trio girl powe…

Mario Kart Tour: o que esperar do clássico para mobile?

Com certeza os amantes de Nintendo já souberam da novidade para celular! A Nintendo, diferente de outras desenvolvedoras, muito dificilmente libera um de seus jogos para outra plataforma. Mas como uma boa mãe sempre olha por seus filhos, ela nos deu esse pequeno presente que é o Mario Kart tour!
Em Mario Kart, Mario e seus amigos disputam emocionantes corridas de Kart em paisagens inspiradas em cenários clássicos da franquia. A versão original possuía apenas karts, mas agora temos também motocicletas e algumas telas necessitam de paraquedas para maior interação. Não é apenas um jogo de corrida, mas intensamente competitivo, com caixas surpresa espalhadas pela tela que te dão itens exclusivos para ganhar vantagem, derrubar os inimigos e destruir amizades. Cada circuito possui quatro telas e a pontuação é somada ao longo delas.


Essa versão desse clássico da Nintendo é um tour pelas telas mais queridas e famosas das outras versões (principalmente os clássicos, como Mario Kart 64 e o novo M…