Long live the queen vai te fazer chorar, mas não pelos motivos que você pensa...



Eu sempre considerei história o ponto mais importante de um jogo. Mesmo com gráficos ruins ou mecânicas repetitivas, um jogo com uma boa história se torna imortal (um ótimo exemplo é a franquia Final Fantasy, cujas mecânicas de RPG por turno continuam até hoje mesmo que o início tenham sido gráficos 2d e grind). Por isso, um amigo me sugeriu jogar Long live the queen, uma visual novel onde você joga como a princesa de Nova, Elodie, cuja mãe morreu há pouco. Elodie está há 40 semanas de sua coroação e precisa estudar muito para conduzir seu reino como uma verdadeira monarca, o que não será uma tarefa fácil com tantos obstáculos no caminho.

No começo de cada semana, você escolhe dois temas para Elodie estudar. Os temas escolhidos influenciam no caminho que a história toma e em como Elodie se comporta em público, as impressões que causa e sua personalidade no geral. A aptidão para estudar temas específicos tem muito a ver com o humor da princesa e você aprende técnicas para modificar esse humor conforme o jogo avança.


É difícil escolher os caminhos a seguir. Eu não acredito que seja possível ter 100% de sucesso no jogo (semanal, no caso, lidando com todos os assuntos com maestria, mas me avisem se alguém conseguiu!), mas alguns erros podem ser fatais e acabar com a credibilidade da princesa. Por exemplo, a falta de conhecimento dela sobre determinado assunto pode acabar penalizando um empregado ou fazendo com que o reino tenha problemas financeiros ou de relacionamento com reinos vizinhos. Além disso, há muito conhecimento oculto sobre mitos e crenças de Nova e fé, que influenciam no desenrolar da história principal.


O jogo tem uma grade de estudos muito bem feita e você também consegue acessar informações sobre o humor de Elodie para saber qual o melhor caminho a seguir naquela semana e o que estudar para ter um progresso rápido. Importante ressaltar que as relações com os súditos são muito importantes, então alguns deslizes podem ser fatais...



As artes do jogo possuem um estilo mais fofo e chibi, principalmente quando você falha nas missões. Fora isso, as artes que representam a princesa Elodie são muito bonitas. Ela pode ser uma líder competente ou uma garota mimada que não sabe o que faz, tudo depende de você! (Um ótimo treinamento para quem quer ter filhos, não é?)




Esse jogo me fez chorar, mas não devido a sua história triste. É MUITO DIFÍCIL FINALIZAR ESSE JOGO! Eu perdi as contas de quantas vezes morri ou perdi a coroa antes de conseguir chegar ao final (e mesmo assim não foi um final bom). É frustrante estudar e ver que você sempre falha em algum aspecto porque não pode focar nele para não perder a linha principal da história. Você se sente realizado e com 500 de QI quando termina o jogo, então vale a pena todo o sofrimento... que é muito.

Para quem gosta de desafios, fica aqui minha recomendação. Se você prefere uma novel para relaxar e ver uma história fofa, não escolha essa, por favor... ela também vai te fazer chorar.

Eu sei que ficou confuso se eu gostei ou não do jogo, mas também está confuso para mim então tentei ser mais técnica e imparcial. Mesmo assim, achei importante falar sobre esse tipo de novel, que tem uma história rica e uma jogabilidade tranquila, mas que te faz perder o sono sem muito esforço!


Comentários