#MomentoTelecine: Todo dia é um filme encantador que vai muito além de um romance teen

Nesses dias andei vendo vários filmes, alguns me decepcionaram, outros não passaram do "ok", alguns eram tão chatos que mal passei dos dez primeiros minutos (oi, Fala sério, mãe e sim, filme do Sai de baixo, é com vocês mesmo que estou falando...), mas este, especificamente, acabou salvando aquela que deve ser uma experiência agrádavel, a de curtir um momento cinema em casa: Todo dia é a adaptação para o cinema de um livro famosinho de David Levithan de mesmo nome. Não li o livro, e parece que tem um segundo livro que é do ponto de vista da Rhiannon. Pois bem, o filme Todo Dia é contado também do ponto de vista dela.

Uma garota de 16 anos, Rhiannon, que tem um namorado que é, bem, um imbecil, acaba tendo um dia maravilhoso com ele, só que... bem, não era ele. A. é uma esécie de espírito desprovido de corpo, e ele/a e Rhiannon acabam se apaxionando e vivendo um romance, no mínimo, bizarro. A. acorda a cada dia no corpo de uma pessoa diferente. Alguns acham até que foram possuídos, e o filme acaba gerando vários questionamentos filosóficos, e o que poderia ser apenas bizarro, acaba sendo tocante e encantador. 
 
"Você amaria a mesma pessoa se ela trocasse de corpo todos os dias?"

É encantador ainda mais quando todos os atores jovens que fazem A. acabam sendo incríveis em suas interações. É leve, sendo profundo. Discute gênero, sexualidade, assuntos familiares não tão leves, saúde mental e suicídio, sem leviandade alguma. 
 
 
 
É incrível como nos leva, com uma trilha sonora digna de filmes teen, a um universo e a questionamentos bem mais além do que aqueles "comuns" a adolescentes... É maravilhoso porque, mesmo com seu final levemente agridoce - eu ainda espero por uma adaptação do ponto de vista de A., ou então é bem capaz que eu vá ler o livro -, o filme tem um charme e uma emoção que duram alguns dias ainda em nossas memórias e em nossos corações. é um filme que, sim, aquece corações, fala de adolescência, amor, família, e fala à alma. 
 
Todo dia é um filme fofo, mas não aquele fofinho estilo Para todos os garotos que já amei e Para todos os garotos - P.s. Ainda amo você, do qual falei aqui. Não, este filme vai além, e toca nossos corações mais do que eu esperava de um suposto romance teen.

Nota: 4 encontros e uma promessa de encontro no Central Park (4,5 de 5)
 
No TelecinePlay ;)
 
 
Trailer:
 
 

Comentários

Postagens mais visitadas