#onstreaming - #Globoplay - Godzilla (2014) - Um filme que tem o "monstro" do título como mero coadjunte

 Godzilla (2014) - Um fracasso

 

Imagem de Godzilla em fundo verde, mostrando o mar (do qual ele emergiu) e a ponte de São Franciso - Godzilla à esquerda, a ponte, à direita, com o nome dele em japonês (em vermelho) com o título do filme "Godzilla" sobreposto a ela
Escolhi essa imagem por gostar dela; obviamente que o filme não faz jus a essa arte.

Depois de assistir (finalmente) Contágio, na #Globoplay, resolvi mergulhar nas águas do streaming e buscar algum outro filme para assistir, e me deparei nada mais nada mesmos do que com Godzilla (2014). A felicidade e o prazer duraram bem pouco. Em mais de 55 minutos de filme, nada de Godzilla, exceto uma série de humanos que (pra variar) não sabem o que fazer e criam uma catástrofe - um morcego gigante em laboratório.

Essa crítica será talvez ainda mais longa do que o prazer que tive ao assistir ao filme. Depois de 55 minutos, me irritei, casei da autotortura, e avancei até ver as (poucas) aparições do "monstro" que dá título ao filme. Como fã de tokusatsu (特撮) e do próprio Gojira, aquilo foi uma tremenda de uma decepção.  

Eu já vi uma série de filmes bons, ótimos, excelente, péssimos e nem sei em que classificação pode se encaixar um filme sobre Godzilla... praticamente quase sem Godzilla. E nem é no estilo piada #ChoquedeCultura à la #HarryPotterSemHarryPotter. É Godzilla... quase sem Godzilla.


A única "parte" boa não é nem original deste filme...

A única parte interessante não é algo único do filme: Godzilla é coberto em cicatrizes do tipo queloide (erguidos pedaços de pele). O Gojira ORIGINAL japonês (1954) era altamente marcado por tais cicatrizes, de modo a evocar as horríveis marcas carregadas pelos sobreviventes dos ataques a bomba a Hiroshina e Nagasaki. 

Lamentável: Nota: 1 ataque de raio-laser

Nem vou pôr o trailer, pois, para mim, é perda de tempo.

Seguem links sobre a verdadeira origem de Godzilla (Gojira):

Godzilla e o imaginário da bomba atômica no Japão

De Gen Pés Descalços ao Godzilla: como a bomba atômica inspirou a ficção japonesa


 


Comentários

Postagens mais visitadas