Lembro mais dos Corvos + Tea For Two - Cantos do cisne do Projeto Vitrine Petrobras são hinos de resistência


Lembro mais dos corvos é um filme-relato-documentário da atriz e diretora trans nipobrasileira Julia Katharine, em que esta, sob a direção de Gustavo Vinagre, fala abertamente sobre sua vida, não somente sexual, mas também, inclusive se questionando sobre a exotificação em torno do fato de sua vida sexual ser, digamos, considerada interessante e relevante por ela ser transexual. Em uma longa conversa em uma noite de insônia adentro, Julia, com seu carisma, sua ternura e sinceridade, sem papas na língua, nos envolve por pouco mais de uma hora e vinte e nos encanta com seu jeito tranquilo e simples de ser, apesar das adversidades. O filme é sublime e surpreende, pois, não só em momento algum é entendiante, como nos envolve na vida dessa pessoa real que se desnuda metaforicamente em frente às câmeras.


Mais um filme extremamente necessário em nossos tempos, especialmente no Brasil, em que a discriminação e a transfobia, apesar de serem crimes, estão muito em alta, Lembro mais dos corvos nos leva a situações dramáticas, divertidas, pesadas, leves, hilárias, alegres, um misto na verdade da vida como ela é, em que momentos e histórias tristes e felizes se alternam, como em um carrossel em um filme que às vezes é preto e branco e em outras, bem colorido. 

Além disso, o longa, que lamentavelmente será o último da parceria da Petrobras com a Vitrine Filmes, encerrando o Sessão Vitrine Petrobras, que fomentava o cinema nacional, será exibido junto com o curta Tea For Two, de Julia, que também lida com temas como a transfobia, de forma delicada e simples e metafórica e diretamente, inclusive às vezes dentro da própria comunidade LGBT, infelizmente. 

Segundo a Vitrine Filmes, o projeto que não só fomentava o cinema brasileiro como vendia os ingressos a preços populares de 6 e 12 reais, não foi oficialmente encerrado, mas está em busca de novo patrocinador, depois que o presidente do país cancelou o apoio da Petrobras ao projeto. É, nenhuma surpresa para mim, mas não deixa de ser lamentável. 

A escolha de Lembro mais dos corvos e Tea for two é um canto perfeito do cisne para o projeto na parceria com a Petrobras, pois s bem informados sabem muito bem sobre o discurso de ódio que o próprio presidente fomenta. 

Esse canto do cisne duplo merece muito ser prestigiado, um canto de cisne que clama pela resistência, mesmo em tempos difíceis.

Leia mais sobre o que Julia e Gustavo pensam não só do fim dessa parceria como da situação triste para a cultura nacional atualmente no Brasil aqui.  

Lembro mais dos corvos: 5 corvos ecoando ternura em vez de disseminar a morte [Se não souber o porquê dos corvos, entenderá no filme, que, como eu adoro, sim, tem o nome falado por ela em certo momento <3 Essa referência eu não tinha pegado heheh]

Tea for two: 5 xícaras de chá... café ;) [Quando vir o curta, entenderá a referência.]



Trailer:



Entrevista com Julia e Gustavo no Canal Central 42:



Comentários

Postagens mais visitadas