O Massacre de Peterloo – Mas, afinal, o filme "Peterloo" é bom?




Após a vitória dos ingleses diante das tropas francesas no episódio que ficou conhecido como Waterloo, outro fatídico episódio ficou muito conhecido na história inglesa por mostrar a barbárie de homens com algum tipo de poder contra civis, o que culminou no Massacre de Peterloo ou como ficou mundialmente conhecido Massacre de Manchester.

Ocorrido em St. Peter’s Feld, Manchester na Inglaterra, em 16 de agosto de 1819, quando a cavalaria avançou contra uma uma multidão de 60.000 a 80.000 pessoas reunidas em um protesto pacífico para buscar a reforma da representação parlamentar e o voto universal. Esse é o tema central de filme que estreou noscinemas tupiniquins no dia 12 de setembro de 2019. O longa conta com 2 horas e 35 minutos e mostra como se deu o massacre que dá nome ao filme. Mas para contar sobre o filme, primeiro terei que falar da época em que ocorreu o incidente.



Ao fim da Batalha de Waterloo ou das Guerras Napoleônicas, em 1815, o Reino Unido passou por períodos de desemprego exagerados provocado pela aprovação de leis como as “Leis dos Cereais”. Logo no começo de 1819, a pressão gerada pelas condições econômicas ruins o que no filme é salientada nas cenas do núcleo central da família do soldado Joseph, em que a mãe vende torta no mercadinho por um centavo e numa passagem de tempo, fica evidente que houve inflação. Isso só mostra o por que do aumento do apelo ao radicalismo politico associado à falta de sufrágio a noroeste.
É a partir de reuniões que é mostrado a adesão dos civis à causa, além da criação da Sociedade Feminista Reformista de Manchester, uma associação que andava lado a lado com os ideais mostrados pela União Patriótica de Manchester, que organizou uma manifestação que contou com a participação do famoso orador e ativista Henry Hunt. E é nessa manifestação que a cavalaria ataca os civis.


Sobre o filme!
Peterloo é um filme longo como já dito acima, que tem muitos erros no seu tom, é lento nas suas duas primeiras horas, apesar de uma cena ou outra se destacar, por essa cadência acaba ficando arrastado e só quando o último ato começa que tem seu ápice. Pois apesar do ritmo lento das primeira e segunda partes, torcemos para os personagens de maior destaque como Henry Hunt.


Apesar da lentidão, o filme faz o que se propõe a fazer que é contar uma história baseada em fatos errados mesmo que por vezes choque o público com cenas que contenham sangue. Outro detalhe que destaco aqui é a trilha sonora, que também serve como passagem de tempo e o tom de poesia que é mostrado durante as falas dos personagens.
Apesar desses pontos Peterloo é um filme de que eu gostei, mesmo que seja uma trama que funcione melhor na Inglaterra, vale a pena assistir pela história. Dito isso..

Nota: 4 cavalos usados por "humanos"  para ir para cima de protestantes pacíficos




Texto por: Lucas Mello 

Comentários

Postagens mais visitadas