Em Guerra, um filme de Stéphanie Brizé


A crítica de hoje é sobre o filme Em Guerra, dirigido por Stéphane Brizé e protagonizado por Vincent Lindon. 

O filme possui um quê de documentário, sua história fala sobre os 1100 funcionários da fábrica Perrin que, de uma hora para a outra são informados de que perderão seus empregos com o fechamento da fábrica. Liderados por Laurent Amadeo, buscam recuperar seus direitos, pois anteriormente tinham um contrato que lhes garantia 5 anos de trabalho, o qual foi quebrado após 2 anos. 



Nesse longa, temos algo bem interessante, que é o estilo documentário colocado pelo diretor, que combinou muito bem com o filme, possuindo um quê de bem político, e, ainda assim,  conseguiu prender meu interesse do começo até o final. 

O que mais me impressionou foi a qualidade dos diálogos, não parece algo encenado, parece realmente uma briga empresarial, parece uma greve de verdade. Você realmente quer ficar do lado dos funcionários e vai ficando exausto junto com eles durante o filme. Assim como eles você se sente impotente, sente que não tem como eles ganharem algo com a greve. Aí vem aquele final que, meu Deus!, fiquei boquiaberto...



No geral, um filme ótimo e surpreendente; agradeço por expandir meus horizontes com o longa Em Guerra

Nota 4 gritos de greve [4/5]

Trailer:
 

Comentários

Postagens mais visitadas