Invasão Zumbi 2: Península (Train to Busan Presents: Peninsula) - E eu achando que o segundo não chegaria nem aos pés do primeiro... Novamente, surpreendida!


Um survival horror maravilhoso acabou de estrear nos cinemas aqui no Brasil (finalmente, por causa da pandemia) e eu aguardava ansiosamente por ele, depois de ter ignorado o primeiro praticamente mera e simplesmente porque eu achava que um filme chamado Invasão Zumbi deveria ser "só mais um filme de zumbis", eu sei, eu julguei o filme pela capa, ops, digo, o livro pelo título, ops, errei de novo, kkkkk... vocês entenderam rs (que tanto no original em coreano, quanto no título em inglês ficou como o que pode ser literalmente traduzido como "Trem para Busan" - Train to Busan, em inglês, Busanhaeng, em coreano e Dernier Train Pour Busan, em francês, o que faz todo o sentido na história, mas, ás vezes opções precisam ser feitas), mas eu acabei demorando pra ver o filme SÓ por isso. É, ledo engano julgar o filme pelo título. Se vocês quiserem ver as minhas considerações sobre Invasão Zumbi, é só clicar aqui, mas já adianto que chorei (de emoção) no final. (E, para quem não o viu ainda, está na Netflix).

***

Meu outro eu: "Ana, mas o filme é coreano, de zumbis, você ama filmes de zumbis, e esse é coreano ainda por cima, você ama cinema coreano... por que você o ignorou, sua coisa!?!" "Ok", o outro eu respondeu, "corrigi o erro esse ano na minha sessão ver/rever filmes de epidemias, pandemias, zumbis e survival horrors, ok? Especialmente os coreanos." E Invasão Zumbi 2: Península (Train to Busan presents Peninsula) de modo algum sofre do mal do segundo filme (e, muitas vezes, segundo livro), e, por mim, podem fazer mais, por favor heheeh 


Com isso disto, ao som da soundtrack de Invasão Zumbi 2: Península (e Down with the sickness, de Madrugada dos Mortos), se você espera algo quase ipsis literis como o primeiro, afinal, consideremos, zumbis em um trem é bem original, o enclausuramento, o desespero etc., sugiro que reveja o primeiro até para não sair por aí falando mal do filme à toa - embora seja seu direito, é desnecessário, o trailer já dá uma ideia de que se trata de survival horror que, segundo uma amiga minha que viu um teaser que postei lá no Instagram, combina ação e emoção. 

 

De tirar o fôlego, cenas de ação intensas, muitas homenagens a clássicos (sim, vejo, por exemplo, os zumbis cercando o carro não vou dizer de quem hehehe, como homenagem a Madrugada dos Mortos, de 2004, e não "cópia" e, sim, tem temas comuns usados em muitos filmes e livros e séries sobre o tema), e 4 anos depois, já é pós-apocalíptico, e o objetivo é sobreviver, não somente aos zumbis, mas aos cruéis e exploradores seres "humanos" também. O que me lembra, também no bom sentido, dos filmes da franquia Extermínio (28 days later --- 28 dias depois --- 28 weeks later --- 28 dias depois, que, assim como Train to Busan/Busanhaeng fazem super sentido no filme), assim como Ensaio sobre a cegueira em situações catastróficas - e novamente peço o meu perdão quase diário já aos diretores e roteiristas de filmes de pandemia/survivor horror/(e ouso incluir aqui também terror) - vocês pegarem foi é leve, a "Humanidade" consegue sim ser bem estúpida e cruel, o que podemos, infelizmente, ver nessa pandemia em que estamos vivendo. =/

 

Se Invasão Zumbi é visceral, claustrofóbico e desesperador, afinal, grande parte dele se passa dentro de um trem... Invasão Zumbi 2 pode até seguir outros rumos, mas também os fatores da equação mudaram, claro. Muita ação e emoção, atuações incríveis, e os atores mirins, especialmente a menina, que, além de genial, é capaz de realmente, com sua expressividade, fazer cenas de tirar o fôlego, tanto as de ação quanto as carregadas de emoção, e não posso deixar de comentar o quanto a Mulher (quebrando estereótipos de gêneros, obrigada!) é bem mais valorizada nessa versão, com força e "utilidade" que não seja apenas servir a um macho. De novo, chorei ao final do filme, claro, de emoção. 

E já parei de ler as críticas, especialmente as negativas, quando vi uma de um jornal "famosinho" aí em que falaram que o longa se passa 8 anos depois do original. Está até escrito na tela que se passaram 4 anos desde o início da epidemia em Seul - e se perdeu a informação, o Google ajuda, sabe? Não são 4 anos só porque o primeiro filme saiu em 2016, mas também na história. Também há sim personagens de Invasão Zumbi nessa sequência, mas não vou dizer quem, porque, né, spoilers! Mas, novamente é só olhar no Google se você não os reconheceu (especialmente aqueles que se dizem "críticos de cinema").

"Entra aí se quiser viver" ;)


Talvez uma pergunta que não queira calar: Posso ver Invasão Zumbi 2 sem ter visto o primeiro? Poder, pode, afinal, a decisão é sua, você tem livre-arbítrio, mas, embora estejam levemente conectados, há conexão, não é exatamente um spin-off e, segundo o diretor, pode ainda haver um terceiro filme da franquia. Daí só não saia, por favor, dizendo que o filme é um lixo porque você ignorou ver o primeiro, ok? Como vi fazerem com Doutor Sono e Blade Runner: 2029. Novamente, Google tá aí, só pesquisar se tem um (ou mais) filme(s) antes. 

Nota? 5 referências a clássicos do cinema (e não só de zumbis) [5/5]

 


 





Comentários

Postagens mais visitadas